Aloe vera: Amálgamas Caseiras

Postado por CatarinaVilela 23/04/2018 0 Comentários

Como resposta a uma questão colocada no nosso blog, surgiu este post no qual são sugeridas algumas máscaras caseiras para o cabelo e para a pele, preparadas usando o gel da planta Aloe vera. Se tiver uma destas plantas no seu quintal pode experimentar!

Comente conosco os seus resultados. Gratos pela partilha.

 

Cara Helena Sousa!

A história da Aloe vera é antiga e está referida na literatura de diversas culturas como pode constatar.

 

  1. Antes de abordar, efetivamente, a sua questão refiro-lhe  algumas contra indicações e efeitos colaterais da utilização oral do Aloe vera.
  • Devido à presença de antraquinonas, não é aconselhada a ingestão via oral durante a gravidez, dado que o seu efeito estimulatório no intestino grosso pode provocar contrações uterina induzindo um aborto.
  • Por outro lado, o mesmo componente - antraquinonas - se ingerio em excesso, desencadeia forte diarréia, cólicas, náusea e, consequentemente, perda de eletrólitos o que resulta em disfunção cardíaca e neuromuscular, principalmente se o paciente tomar glicosídeos cardíacos, diuréticos ou anti-arrítmicos. Podendo conduzir também a desidratação.
  • Foram, ainda, registados casos de hepatite aguda. O primeiro relato foi feito na Alemanha, por Rabe et al. (2005) que reportaram o caso de uma mulher de 57 anos, que após ingerir barras com 500 mg de extrato de Aloe vera durante quatro semanas apresentou sintomas como icterícia, prurido e dor abdominal.
  • Em relação ainda à sua toxicidade, foram observados alguns sintomas tais como, cólicas e náuseas após consumo de preparações orais, de forma indevida, contendo Aloe vera.

Como em tudo, é necessário usar os produtos de forma adequada, com o seu peso e medida e, em casos de doenças ou patologias mais graves, consultar um profissional de saúde da área correspondente.

  • No que respeita à aplicação tópica acrescenta-se, a esta lista de efeitos colaterais, que houve relatos na literatura de dermatite de contato e sensação de queimadura provocadas pelo uso tópico de gel da Aloe vera. Essas reações provavelmente se devem a presença de resíduos de antraquinonas no gel utilizado (Horgan, 1988; WHO, 1999). 
  1. No que concerne à recolha do gel é necessário ter em conta o seguinte: 
  • A Aloe vera demora de quatro a cinco anos para atingir a maturidade e as suas folhas podem ser divididas em duas partes:
  • Da parte mais externa pode se extrair um suco, que quando concentrado e seco recebe a denominação de Aloé. Essa seiva flui, espontaneamente, das folhas cortadas e possui uma cor castanha escura, além de um sabor muito amargo e um cheiro muito intenso.
  • Alterações sazonais e de cultivo podem afetar a composição do gel.  
  • O processamento das folhas também deve ser feito logo após a colheita, na medida em que o gel oxida rapidamente quando entra em contato com o ar.
  1. Para extrair o gel da planta Aloe vera:
  • Para que o gel esteja no seu estado ideal para recolha, e com boas características, regue a planta diariamente cinco dias antes da recolha.
  • Cortar três folhas ou quantas achar necessárias para extrair o gel.
  • Remova os espinhos laterais (com uma faca).
  • MUITO IMPORTANTE: Colocar as folhas em água durante 24 horas (no mínimo). Trocar a água de 4 a 4 horas para que cada haste liberte uma substância conhecida como aloína, que pode ser tóxica.
  • Após 24 horas, retire os pés da água e extraia a polpa.
  • Abrir a folha lateralmente com uma faca, ou descascar a folha apenas numa das faces.
  • Extrair o gel raspando o interior da folha com uma colher. (*Nota: Pode congelar este gel, cortado aos cubos, por um período de 3 a 4 meses, para usar posteriormente.)

  • Adicione umas gotas de sumo de limão e o óleo de gérmen de trigo, cuja função é potencializar as suas propriedades graças ao seu teor de vitamina E e outros antioxidantes.
  • Em seguida, bata a mistura em uma velocidade médio-alta na batedeira, até obter um creme espomoso de tonalidade branca. Outra opção é utilisar um liquidificador.
  • Por fim, guarde o preparado num frasco de vidro fechado hermeticamente e conserve-o no frigorífico para que dure mais tempo. 

Após esta descrição pode também visualizar estes dois vídeos explicativos de técnicas de extração de gel do Aloe vera (video 1) (video 2).

 

  1. Finalidade da utilização do gel
  • Seja qual for a finalidade da utilização do gel, espalhe a quantidade que considerar necessária pela região afetada. A aplicação deverá ser repetida três vezes por semana para notar a diferença em pouco tempo.

Posto isto, apresentam-se em seguida algumas misturas caseiras para aplicações do Aloe vera no que nos sugeriu na sua questão.

 

        5. Amálgamas caseiras

Amálgama antienvelhecimento de Aloe vera e pepino para a face

A mistura do pepino com o Aloe vera dá origem a um creme antienvelhecimento poderoso e económico.

Ingredientes:

  • ½  chávena de soro fisiológico;
  • ½ chávena de pepino sem sementes.
  • ½ chávena de gel de Aloe vera.

Preparação:

  • Liquidificar/ misturar numa tigela de mistura;
  • Pode adicionar vitamina E (1 cápsula). É opcional.
  • Guardar no frigorífico, num frasco de vidro com tampa.

 Modo de uso:

  • À noite, antes de dormir, lavar bem o rosto com água e sabão neutro, ou o mais suave possível.
  • Aplicar o gel nas áreas desejadas com uma escova ou espátula de madeira e dormir com o gel, a fim de garantir uma boa penetração e tempo de ação.
  • De manhã, remover o gel do rosto, enxaguando-o abundantemente com água morna.

 

Máscara facial de Aloe vera e limão para o acne  

Esta máscara de fácil execução tem o poder de iluminar a pele.  Se se aplicar regularmente, pode ajudar a reduzir o aparecimento de cicatrizes de acne. A receita que a seguir se apresenta é para uma utilização. Para uma quantidade maior, aumenta-se proporcionalmente os ingredientes.  O Aloe vera pode ser mantido no frigorífico durante, aproximadamente, uma semana.

Ingredientes:

  • Um grande caule de Aloe vera.
  • 1/4 colher de chá de suco de limão - se você tem pele sensível, reduza para 2-3 gotas (previne a acne e diminui a aparência de cicatrizes relacionadas com o acne).
  • 1/2colher de chá de mel (fornece propriedades antibacterianas e probióticas naturais).

Preparação:

  • Cortar uma folha grande da base da planta.
  • Espremer a seiva numa tigela de mistura, extraindo o máximo possível. 
  • Numa tábua de corte, remover as bordas espinhosas.
  • Fatiar o centro e remova todo o gel, adicionando-o.
  • Misturar com uma espátula o preparado com o suco de limão e mel cru.

Modo de uso: 

  • Aplique no rosto e pescoço, massajando a pele.
  • Deixar atuar durante 15 minutos e, seguidamente, enxaguar.
  • Pode aplicar duas a três vezes por semana.

 

Aplicação de gel de Aloe vera para fechar os poros 

Os poros são pequenas aberturas na pele que lhe permitem respirar e que podem crescer à medida que envelhecemos. Poros dilatados parecem realmente desagradáveis ​​para a sua aparência. Pode experimentar usar Aloe vera para fechar poros dilatados.

 

Modo de uso: 

Aplicar um pouco de gel de Aloe vera fresco no rosto e deixe agir durante a noite, depois lave o rosto com água morna pela manhã. Isso irá manter a pele hidratada e também fechar os poros, removendo o excesso de óleo e sujidade da pele. De manha utilize um creme hidratante como por exemplo, o ATL hidratante.

 

Máscara capilar hidratante de Aloe vera

Para hidratar o cabelo pode usar esta máscara muito fácil de aplicar.

Preparação:

 Modo de uso: 

  • Aplicar em movimentos circulares por todo o cabelo.
  • Deixar atuar durante 10 minutos.
  • Lavar com um champô que contenha, preferencialmente, Aloe vera.

 

Máscara de Aloe vera para promover crescimento capilar 

 Modo de uso: 

  • Aplicar a polpa de Aloe vera diretamente no couro cabeludo.
  • Deixar atuar durante uma hora.
  • Lavar o cabelo com um champô à base de ervas para ajudar a conferir brilho e elasticidade.

 

Gel de barbear com polpa de Aloe vera

  • ¾ de uma chávena de polpa de Aloe vera.
  • ¼ de óleo de coco triturado
  • 7 gotas de essência de lavanda
  • 10 gotas de óleo de rosa mosqueta rosa.

 

Catarina Vilela (Enfermeira)

Deixar um comentário